domingo, 4 de junho de 2017

ANIMAL DA SEMANA - Iguana-terrestre-das-Galápagos



- As iguanas fazem parte da fauna das Ilhas Galápagos. Quando o naturalista britânico Charles Darwin visitou este arquipélago em 1835, escreveu sobre a abundância das iguanas terrestres que encontrou por lá. Atualmente, as iguanas abundantes que existia na Ilha Santiago, mencionada pelo explorador, estão extintas. Em algumas das outras ilhas também quase desapareceram.



- A iguana cresce até um comprimento de mais de 1 metro e os machos, que são maiores, podem pesar mais de 10 quilos. 



- Iguanas têm uma crista dorsal espetada que corre ao longo do pescoço e costas. Eles têm pernas traseiras grossas e pernas dianteiras menores. 
Apesar da aparência um pouco impactante, são lagartos inofensivos.
Os machos costumam se envolver em lutas territoriais apenas uns com os outros.


- Após o período de acasalamento, as iguanas fêmeas migram para áreas adequadas para colocar seus ovos e enterra-los na areia. Geralmente pode ser apenas dois ovos ou até mais de quinze.
Após uns 3 a 4 meses, as pequenas iguanas emergem para superfície. Se eles sobreviverem aos primeiros anos, poderão viver por mais de 50 anos.



- As iguanas terrestres são herbívoros, alimentando-se principalmente dos cactos espinhosos, parecidos com a palma, uma planta típica do nordeste do Brasil. Devido às condições áridas destas ilhas vulcânicas, essas plantas fornecem umidade que estes grandes répteis exigem durante períodos longos e secos. Mas, eventualmente se alimentam de insetos e outros invertebrados.

 Iguana-terrestre-de-santa-fé

- Originalmente, apenas uma espécie de iguana terrestre foi reconhecida nas Galápagos. Mas, posteriormente, duas espécies adicionais foram reconhecidas: a iguana-terrestre-de-santa-fé, que aparentemente habita apenas a pequena Ilha de Santa Fé, e difere das outras duas espécies por causa da coloração toda acinzentada.

Iguana-rosa

- Em 2009, outra espécie foi identificada; a raríssima iguana rosa foi encontrada na parte norte da Ilha Isabela. Sua distribuição é limitada nos arredores do Vulcão Lobo. A subespécie tem tons de rosa, com manchas pretas. A população de iguanas cor-de-rosa é muito pequena.
Há também a iguana-marinha. As iguanas-marinhas de Galápagos são os únicos lagartos que podem se alimentar no mar.


 As Galápagos localizam-se no Oceano Pacífico a cerca de mil quilômetros da costa da América do Sul e fazem parte do território do Equador





Nome em inglês: Land iguana
Nome científico: Conolophus subcristatus

Iguana-terrestre-de-Santa-Fé
Nome em inglês: Santa Fe Land Iguana
Nome científico: Conolophus pallidus

Iguana-rosa
Nome em inglês: Galápagos pink land iguana
Nome científico: Conolophus marthae

Iguana-marinha
Nome em inglês: Marine iguana
Nome científico: Amblyrhynchus cristatus

As mais visitadas do mês