domingo, 7 de fevereiro de 2016

ANIMAL DA SEMANA - MORSA

Encontrada apenas na região do Círculo Polar Ártico, as morsas geralmente são vistas em grupos, deitadas sobre plataformas de gelo ou em rochas. O que mais se destaca nas morsas são suas longas presas expostas! 
Vamos fazer um passeio pelo ártico e conhecer melhor esse incrível animal!



Os dois longos dentes da morsa são realmente caninos ampliados. São encontrados em ambos os sexos e crescem continuamente ao longo da vida. Podem crescer até um comprimento de 90 cm, mas o tamanho médio é de cerca de 50 cm.



Servem principalmente para ajudar as morsas a se locomoverem, como subir para fora da água para as plataformas de gelo ou terra, mas também tem outras finalidades como lascar bordas no gelo, abrindo orifícios.



Morsas têm bigodes para ajudá-los a localizar alimentos no fundo do oceano. Eles se baseiam principalmente na sensação de toque para encontrar comida. Eles têm olhos relativamente pequenos, adaptados ao ambiente frio. 



Os machos são maiores do que as fêmeas, pesando entre 1000 para 1500 kg e medindo quase 3 metros de comprimento. As fêmeas adultas pode pesar 600 a 900 kg. 



Morsas vivem em um sistema hierárquico baseado em idade, tamanho corporal e comprimento. 
Os machos pode acasalar com várias fêmeas em cada temporada, mas as fêmeas só escolhe um macho. 
Os machos têm muitas chamadas de acasalamento e barulhos para atrair as fêmeas durante o acasalamento e a fim de marcar seu território.
As vezes ocorrem lutas violentas entre machos para ficar com a liderança de acasalar com um grupo de fêmeas.



 As fêmeas têm apenas um filhote a cada dois a três anos. O período médio de gestação de uma morsa é de 15 meses.
O peso médio de um filhote de morsa é de cerca de 60 kg, com um comprimento de 120 cm. Quando os filhotes nascem, eles imediatamente sabem nadar. Aos dois anos, aprendem a buscar sua própria comida e com cerca de três anos, eles estão completamente desmamados. 



As morsas são muito sociáveis e passam a maior parte do seu tempo com outras morsas do mesmo sexo. 
Eles se reúnem em grandes grupos, ficando muito próximos uns dos outros, por vezes, até mesmo empilhando em cima uns dos outros. 
Se alguém quiser se aproximar de um grupo de morsas enquanto elas estão descansando, deve mover-se lentamente e silenciosamente, de modo a não perturbar o grupo inteiro. Desse modo, eles irão acordar e olhar ao redor para ver o que está acontecendo, em seguida, voltarão a dormir. Se forem surpreendidos com barulho, o grupo pode disparar para a água, pisoteando os bebês ou os mais jovens.



Morsas migram para o norte no verão. Durante o inverno, ficam amontoados por causa do frio. Se ficar muito frio, entram na água (pois no inverno a água é mais quente do que na área externa). 
Morsas têm adaptações especiais para mergulho. Seus corpos arredondados as tornam bem adaptados para a natação e para conservar o calor.



Como são muito pesados, se movem sobre a terra ou em blocos de gelo, arrastando-se como uma lagarta, empurrando seu corpo para frente em pequenas estocadas, usando seus membros. Sua espessa camada de gordura funciona como uma almofada na área do peito e barriga.



Uma morsa adulta pode se alimentar com mais de 3 mil moluscos em um dia, mas, em seguida, descansam por até quatro dias antes de se alimentar novamente.
Cerca de 80 a 90 por cento das morsas do mundo são as morsas do Pacífico.

Nome em inglês: walrus
Nome científico: Odobenus rosmarus

As mais visitadas do mês