quarta-feira, 29 de abril de 2015

Conheça episódios da vida pessoal de Dilma, que certamente você não sabia!

Em 1929, o advogado Pedro Rousseff, deixou a Bulgária para se estabelecer em outro país. Inicialmente visitou a França e em seguida partiu para o Brasil. Desembarcou em Salvador, na Bahia, mas não gostou. Resolveu seguir para Buenos Aires, na Argentina, onde permaneceria por quase uma década. No início dos anos 40, instalou-se em São Paulo. Numa viagem a negócios para Uberaba, em Minas Gerais, conheceu a professora primária Dilma Jane Silva com quem casou e iniciaram uma nova vida na capital Belo Horizonte. Tiveram três filhos; Igor, o mais velho, a caçula Zana e a filha do meio: Dilma Vana Rousseff, que viria se tornar a primeira mulher a ocupar o cargo da Presidência da República do Brasil. 







A presidente nasceu em 14 de dezembro de 1947. Quando era criança, ela queria ser bailarina ou bombeira. Perdeu o pai em 1962, quando tinha 14 anos. 


Dilma com o pai Pedro, a mãe Jane e o irmão Igor


Igor Rousseff; irmão de Dilma

CASAMENTO

Dilma casou duas vezes. O primeiro casamento foi com Cláudio Galeno que tinha 25 anos e ela 19. O casamento durou muito pouco.

Cláudio Galeno; primeiro marido de Dilma


Pouco tempo depois, em 1967, casou-se com o advogado gaúcho Carlos Franklin Paixão de Araújo, com quem viveu 25 anos.
"Nós nos conhecemos em uma reunião no Rio de Janeiro, durante a clandestinidade. Ela era muito novinha, com uns 21 anos. Foi uma paixão fulminante. A inteligência, a coragem e a postura dela nas reuniões, chamaram a minha atenção, além da beleza. Na segunda vez que nos vimos, já começamos a namorar". Conta Araújo.

Carlos Araújo; com quem Dilma viveu mais de vinte anos

No mesmo ano de seu casamento, em 1967, Dilma ingressou no curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais e aderiu ao Comando de Libertação Nacional (Colina) - organização que combatia a ditadura.

SEPARAÇÃO

Se separou, após 25 anos de casamento, em 1994. O motivo da separação de Dilma foi um filho que Carlos teve fora do casamento. Mas, depois do divórcio, a presidente continuou tendo um bom relacionamento com o ex-marido e seu filho.

CARGOS

Foi Secretária da Fazenda de Porto Alegre; Diretora-geral da Câmara de Vereadores de Porto Alegre, Presidente da FEE; Secretária de Minas, Energia e Comunicação; Ministra de Minas e Energia e Ministra Chefe da Casa Civil, antes de ser presidente.



PRISÃO

Na tarde de 16 de janeiro de 1970, foi capturada no centro de São Paulo e presa.
Foi condenada a seis anos de prisão, permanecendo quase três anos no Presídio Tiradentes, em São Paulo: de janeiro de 1970 a dezembro de 1972, quando saiu; 10 quilos mais magra.



"... fui presa... aos 22 anos, por falha minha. De manhã, havia ido ao encontro de um companheiro, que não apareceu. Era um mau sinal, eu não deveria ter tentado o segundo encontro, à tarde, numa lanchonete. Entrei e ouvi: “Você está cercada”. Andei rápido até uma loja de móveis. Pensei em escapar pelos fundos, mas me pegaram. Eram três equipes, muitos homens...!" Relatou Dilma.

DOENÇA

Em abril de 2009 foi diagnosticada com câncer no sistema linfático. A doença foi diagnosticada em um estágio inicial e Dilma se curou após uma cirurgia e quatro meses de quimioterapia.
Quando Lula a comunicou que ela seria a candidata do PT, Dilma comunicou primeiramente a família.

O ex marido conta: "A decisão de aceitar a tarefa já estava tomada. Logo que ela soube, veio aqui contar para mim e para Paula. Ficamos chocados quando ela falou a primeira vez, mas depois entendemos." 
O choque se deu principalmente porque Dilma havia acabado de se recuperar do tratamento contra o câncer. 
"A gente disse que ela ia se esgotar fisicamente, tudo que uma campanha traz, tentamos adverti-la, mas ela achou que ia se postar bem", disse.

CACHORROS

Dilma adora cachorros. Tem um labrador preto chamado Nego, que ganhou do ex-ministro José Dirceu; Fafá, a daschund que estava perdida nas ruas de Brasília e um outro labrador dado por uma tabeliã do Ceará. 



Os dois filhos de Nego, os cachorros Nina e Gulliver, tiveram uma ninhada de oito cãezinhos. Nina tinha sido adotada pelo casal de ministros Gleisi Hoffmann  e Paulo Bernardo. Já Gúlliver, estava com o ministro Gilberto Carvalho. Mas depois que ficou doente, foi morar com a irmã Nina na residência de Gleisi.


Os "netos" do cachorro Nego

MÚSICA E SÉRIES

Dilma é fã de séries de televisão. Adora Game of Thrones, House of Cards e a mesma série que Obama gosta: Downton Abbey.
Gosta de Chico Buarque, Adoniran Barbosa, Alcione e Fernanda Takai, da banda Pato Fu. Também gosta das músicas Lucy in the sky with diamonds e All you need is love, dos Beatles, e Drão, de Gilberto Gil. 
Ela ama leitura desde muito jovem. Lê quase todas as noites antes de dormir. 

VAIDADE

Nunca foi vaidosa. Não seguia o figurino de beleza da época. Tinha a cabeleira volumosa e desgrenhada e não se importava com maquiagem e roupas.



MUDANÇAS NO VISUAL

As mudanças fisionômicas começaram em 2008. Ajudada pelas cirurgias plásticas, as linhas de expressão, as olheiras e os olhos caídos, deram espaço a um olhar mais vivo, um rosto mais liso e um corte de cabelo mais moderno. 
Mas as mudanças não aconteceram só externamente.  
Ficou mais sorridente, perdeu peso, fez mudanças no guarda-roupa, trocou os óculos pelas lentes de contato e adotou o uso diário de maquiagem sob medida. 


Celso Kamura, cabeleireiro que repaginou o visual de Dilma

COMIDA

Quando era ministra, almoçava quase sempre no trabalho. No cardápio; salada, arroz integral e alguma carne. Para beliscar, gosta de uva-passa, damasco seco e queijo grana padano. Sua especialidade na cozinha é um guizado de carne, mas a presidente gosta mesmo é de feijão com arroz e batatas fritas.


A FILHA PAULA

Em março de 1977, quando Dilma tinha 29 anos, Paula Rousseff Araújo nasceu. Mãe de primeira viagem, a  futura presidente tinha dificuldade para trocar as fraldas e fazê-la parar de chorar. Estava no último ano de faculdade e se dividia entre os estudos e a filha.



A filha de Dilma está com 39 anos, é casada, mãe de Gabriel, concursada e exerce o cargo de procuradora do trabalho no Rio Grande do Sul.

Em 2008, Paula se casou com Rafael Covolo em Porto Alegre. 





 Paula é conhecida pela discrição. Evita se expor publicamente e, em geral, só é vista em algumas solenidades oficiais da mãe, como no primeiro dia do ano, quando desfilou em carro aberto com Dilma, na cerimônia de posse do segundo mandato da presidente.






Paula Rousseff entrou no MPT (Ministério Público do Trabalho) do Rio Grande do Sul em 2003, por meio de concurso público. Atualmente, recebe um salário acima de 15 mil. Em 2010, nasceu Gabriel, filho do casal e único neto e queridinho da presidente da República. 


EXIGENTE


"Quando se vai apresentar um projeto a Dilma, você precisa ter resposta para tudo e parecer muito seguro. Se ela percebe que você não sabe responder é o fim do mundo. A presidente gosta de número e de saber todas as brechas e falhas. Ela é dura na queda, e a gente já entra no gabinete perdendo o jogo de um a zero”, conta um ex-integrante do Ministério da Saúde que participou ativamente da elaboração do programa. 
O ex-ministro do Meio Ambiente Carlos Minc, que participou dos governos Lula e Dilma e conhece a petista desde o tempo da ditadura, diz:  “O que tira o sono da presidente é quando não entregam as coisas dentro do prazo, dentro do cronograma. Ah, meu amigo, a cobrança é forte, mas nada que ultrapasse a linha do desrespeito, aquela coisa que falam que ela destrata as pessoas. Nunca vi isso. Cobrança forte, sim”, diz.
Amigos contam que, no convívio, se você chamá-la para discutir um livro, ela vai longe e é uma pessoa que tem um bom humor e gosta de contar histórias. 

Dilma com a filha Paula e a mãe Jane

As mais visitadas do mês