quarta-feira, 1 de julho de 2015

Elefante - Conhecendo melhor esse grande herbívoro

Atualmente existem duas espécies desses animais incríveis, o elefante africano e o elefante asiático. As fantásticas imagens a seguir, mostram porque o elefante é o maior de todos os animais terrestres.



As características que os fazem ser tão reconhecíveis, são suas enormes presas na mandíbula superior, que na realidade, são grandes dentes incisivos e a tromba.
A longa e flexível tromba, é um órgão que tem muitas utilidades para os elefantes, desempenhando muitas funções, como transportar alimento, água, cheirar, levantar e analisar objetos. Os elefantes chupam água por ela, até 14 litros de cada vez. Os elefantes adoram tomar banho. Para fazer isso, eles absorvem a água com a tromba e pulveriza sobre eles.





O longo "nariz" também ajuda nas interações sociais; é enrolando a tromba que os elefantes conhecidos se cumprimentam, assim como seres humanos apertam as mãos. O órgão também é usado nos momentos de brincadeiras, nas carícias entre mães e filhos. 





As enormes presas servem para eles fazerem escavações em busca de água e comida e também é usada para retirar a casca das árvores.



As orelhas dos elefantes africanos são enormes e podem alcançar metade da altura do indivíduo. Servem para eles se refrescarem do calor africano.
Um elefante adulto pode consumir até 135 quilos de alimentos em um único dia e beber 80 a 100 litros
As folhagens de acácias e frutas, são suas comidas favoritas. 




Eles apresentam um período de gestação muito longo; são quase dois anos. Depois de cerca de 22 meses, nasce um filhote que já pesam cerca de 90 kg e medem um metro de altura.
Toda a manada é cuidadosa com os filhotes, onde várias “babás” podem cuidar dos filhotes do grupo.






Eles costumam viver em grandes bandos e viajam grandes distâncias em busca das enormes quantidades de comida que necessitam. 
Formam grupos de mais de 100 indivíduos, liderados por uma fêmea mais velha, a "matriarca". 




A matriarca tem muitas responsabilidades: "A fêmea que lidera o grupo tem como uma de suas obrigações memorizar os locais onde existe água e alimento, nos tempos de seca, para garantir o bem-estar do grupo", conta a bióloga Flávia Taconi, da Fundação Parque Zoológico de São Paulo. É daí, segundo ela, que nasceu a expressão famosa sobre a memória desses animais.


Segundo a ONG ElephantVoices; "eles acumulam e retêm o conhecimento social e ecológico; lembram por décadas dos aromas e das vozes de indivíduos, de outras rotas migratórias, de lugares especiais e de habilidades apreendidas". 


Os cientistas também já identificaram diversos comportamentos dos elefantes que demonstram empatia, como a tendência a ajudar animais com dificuldade para se alimentar ou se locomover, por exemplo.



A grande diferença entre o elefante asiático (Elephas maximus) e o africano (Loxodonta africana) está no tamanho das orelhas, que são menores nos asiáticos. Outra característica que diferencia os dois, é que na espécie asiática, somente os machos possuem presas.
O elefante africano  é o maior deles, medindo entre 7 e 8 metros de comprimento e  4 metros de altura e podem pesar 7 toneladas. 
Os elefantes africanos vivem em toda a África. O elefante asiático é encontrado na Índia, no Sri Lanka, na Malásia, na Indonésia, na Tailândia e no Vietnã.
A longevidade é de sessenta a setenta anos.




As mais visitadas do mês