quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Idosa aprendeu a ler com 67 anos e não parou por aí!

Dona Leonides, de 79 anos, tem um bonito exemplo de vida para nos mostrar.
Atualmente, ela reside no Rio de Janeiro, mas, nasceu e morou até os 14 anos, no interior de Minas Gerais, onde começou a trabalhar muito cedo na lavoura, com apenas cinco anos.





Ela só foi aprender a ler com 67 anos, através do Programa de Educação para Jovens e Adultos da rede municipal do Rio de Janeiro. 
Em 2014, D. Leonides, já com 79 anos, conseguiu realizar outro sonho: se formou em História da Arte na Universidade da Terceira Idade (Uerj)! 
“Agora eu posso conversar com as pessoas. Antes eu era analfabeta, ia falar o quê?”, diz ela.




Quando tinha tinha 35 anos e passava pela frente da universidade, pensava: “Ainda vou estudar ali". "Mas, nem alfabetizada eu era!"
A escolha do curso de História da Arte, foi porque ela é apaixonada por quadros.


 Veja os comentários interessantes e inspiradores de D.Leonides sobre quando ela estava estudando para aprender a ler: "Queria muito estudar. Mas, na sala de aula, no início eu era meio tímida. Falava muito errado. Ainda falo um pouco e gosto que me corrijam, mas acho que isso me deixava mais inibida"



Uma de suas professoras diz: "... afinal é uma sala de aula com diferentes faixas de idade e é comum que todos se sintam um pouco desconfortáveis no início. Ela era a aluna mais velha da turma. Porém, sempre muito esforçada, acabou se tornando referência para os outros alunos."
Mesmo com as dificuldades típicas que um idoso enfrenta para ser alfabetizado, D. Leonides não desistiu.




"Quando a gente quer uma coisa, só se for um motivo de força maior que pode fazer a gente desistir. O saber não ocupa lugar. Tem tanta gente que estudou só até a quarta série. Eu não entendo como podem se conformar! A gente precisa de um Brasil bem preparado, todo mundo precisa ter conhecimento. Graças a deus tive a chance de trabalhar e educar meus filhos, podia ser analfabeta, mas fazia questão que eles estudassem. Agora minha missão chegou ao fim, dia 7 de setembro faço 80 anos e estou muito feliz, mas não pretendo trabalhar nessa formação. Já trabalhei muito, agora eu quero mesmo é passear e aproveitar a vida", brinca.


As mais visitadas do mês