domingo, 22 de maio de 2016

ANIMAL DA SEMANA - Boto-do-Índico Yangtze

Muitos animais são cada vez mais ameaçados de extinção ou mesmo extintos, em consequência de atividades humanas, como degradação do habitat, redução de recursos alimentares e a caça não autorizada. O Boto-do-Índico é um desses animais ameaçados!



- O Boto-do-Índico é uma subespécie de golfinho. Eles são parecidos, mas se analisarmos mais atentamente veremos algumas diferenças significativas, tais como; os botos não tem focinhos proeminentes, tem uma cabeça arredondada e não tem barbatana dorsal. Os botos também não executam acrobacias como os golfinhos. Apesar da cabeça dos botos ser bulbosa, eles podem move-la sem restrições. 



- O boto parece estar constantemente com um sorriso no rosto e tem um nível de inteligência comparável aos macacos.



- Os adultos geralmente medem entre 1,2 e 2 metros de comprimento.
O furo que eles tem logo acima da cabeça, serve para respirarem quando chegam na superfície.




- Botos e golfinhos servem como indicadores confiáveis do bom estado geral de um rio. Uma abundância de botos é um sinal de um rio saudável.




- Esses cetáceos raríssimos só são encontrados atualmente em um rio na China, o Yangtze, e em dois lagos adjacentes. O Rio Yangtze é o maior da Ásia. Como resultado direto de seus números em declínio, a espécie foi recentemente classificada pela IUCN como Criticamente em Perigo. 



- Segundo uma pesquisa realizada em 2012, estima-se que há apenas cerca de mil botos-do-Índico. 
Estão em andamento algumas tentativas do governo chinês para a conservação da espécie.

Nome em inglês: Yangtze Finless Porpoise 
Nome científico: Neophocaena asiaeorientalis ssp. asiaeorientalis

As mais visitadas do mês