domingo, 2 de outubro de 2016

ANIMAL DA SEMANA - Olinguito

Esse mamífero só foi descoberto oficialmente em 2013


- Kristofer Helgen, pesquisador de mamíferos do Museu Nacional de História Natural dos EUA, percebeu que tratava-se de uma nova espécie quando estudava peles e esqueleto no museu. Para obter mais informações ele convidou outros especialistas para analisarem a descoberta e se ainda havia exemplares na natureza.




- A confirmação da existência do olinguito veio por meio de alguns segundos de um vídeo feito por Miguel Pinto, um zoólogo no Equador. Após a confirmação, foi reunido uma equipe para ir numa expedição de três semanas às montanhas sul-americanas, único local onde o animal podia ser encontrado de fato.



- A equipe encontrou olinguitos em uma floresta nas encostas ocidentais dos Andes. Os pesquisadores descobriram que ele é mais ativo à noite e enbora seja considerado carnívoro, comem principalmente frutas.




- Ele já foi confundido com uma espécie similar, o olingo. Os olinguitos são diferentes dos olingos em alguns aspectos. Eles são menores, com orelhas e caudas menores, rosto redondo e pelagem mais espessa.
A descrição do primeiro carnívoro no Ocidente nos últimos 35 anos foi publicada na edição de agosto de 2013 da revista científica Zookeys.



- Helgen, líder da equipe, disse: "A descoberta do olinguito nos mostra que o mundo ainda não está completamente explorado, seus segredos mais básicos ainda não foram revelados. Se novos carnívoros ainda podem ser encontrados, que outras surpresas não nos aguardam? Muitas das espécies do mundo ainda não são conhecidas pela ciência. Documentá-las é o primeiro passo para a compreensão de toda a riqueza e diversidade da vida na Terra."



- Até agora, sabe-se apenas que o olinguito vive em florestas da Colômbia e Equador, na América do Sul.
O nome científico B. neblina é uma referência à paisagem onde vivem, com montanhas frequentemente cobertas por névoa.

Nome em inglês: Olinguito
Nome científico: Bassaricyon neblina

As mais visitadas do mês