quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Mais amor. Menos intolerância!



O ator Morgan Freeman certa vez escreveu:

“Eu odeio a palavra homofobia. Não é uma fobia. Você não está assustado. Simplesmente você é um idiota.”
Na verdade não tinha percebido isso, que a palavra fobia refere-se a medo, ou seja, não tem esse negócio de homofobia, porque as pessoas que são intolerantes, não sentem medo de gays, sentem é raiva.
Observaram que dois homens ou duas mulheres apenas andando nas ruas de mãos dadas, causa um certo impacto nas pessoas?
A maioria ignora. Mas, muitos olham para trás. Muitos queriam que todos fossem como eles querem, ou seja, casal apenas formado por um homem e uma mulher. O principal argumento para se posicionarem contra o casamento gay, é afirmarem que prejudica os valores morais. Mas qual o motivo principal que fundamenta essa rejeição? O principal é a religião. 
Uma reportagem da revista Superinteressante afirma: "Segundo a ciência, somos incapazes de escolher nossa orientação sexual. Pesquisas sobre o tema apontam para uma mistura de fatores biológicos, psicológicos e socioculturais nos motivos que fazem alguém ser gay. Mas todas são unânimes ao afirmar que ser gay não é ideologia ou frescura. Independentemente do país, cultura e religião, as estatísticas se repetem mostrando que uma parcela pouco abaixo de 10% da população prefere parceiros de mesmo sexo."
Quando um religioso esbraveja intolerância contra os gays, está apenas incentivando mais a discriminação e ódio para um grupo de pessoas que já tem menos direitos na sociedade. Nesse caso, não está contribuindo em nada para a harmonia entre os povos.
Mais amor. Menos intolerância!

As mais visitadas do mês