quinta-feira, 2 de julho de 2015

Tomorrowland - O maior evento de música eletrônica

A primeira edição do Tomorrowland aconteceu no ano de 2005, na cidade de Boom, na Bélgica. 
Boom é um pacato município, com menos de 20 mil habitantes. A cidade está a 30 km da capital Bruxelas e é, basicamente, uma área rural do país. E foi nessa pequena cidade que iniciou o maior evento musical do mundo.


 Organizada por dois irmãos belgas; Manu e Beers Michiel. Eles acreditaram que montar um festival de música eletrônica em uma cidade com menos de 20 mil habitantes daria certo. Deu tão certo que passou a ser realizado anualmente naquele país.




Desde a primeira realização, o mega evento sempre teve um aspecto fantasioso. Segundo os idealizadores, a ideia inicial sempre foi fazer algo semelhante ao mais famoso parque de diversões norte-americano: o Disney World.




O visual dos palcos é baseado no lema aplicado desde a primeira edição: "Yesterday is History, Tomorrow a Mystery, Today is a Gift" (Ontem é História, Amanhã um Mistério, Hoje é um Presente). 

A magia sempre foi o ponto principal da caracterização do evento. O palco mais importante sempre é enfeitado com personagens e fantasias.



Apesar do aumento de público a cada ano, em 2010 o Tomorrowland teve uma maior divulgação. Com o tema "The Book Of Wisdom". O palco principal mais parecia uma biblioteca no meio de um cenário de Alice no País das Maravilhas. Tudo era grandioso, bem decorado e clima de magia latente.




Em 2013, o festival ganhou sua primeira edição fora da Europa, em Atlanta, nos Estados Unidos, que recebeu o nome de TomorrowWorld. 
A edição de 2014 do TomorrowWorld foi realizada novamente nas terras de Chattahoochee Hills, nos arredores de Atlanta, Georgia.



O acampamento do tomorrowland, chamado dreamville, torna-se uma pequena cidade com milhares de barracas. 
Um visitante do TomorrowWorld, nome do famoso Tomorrowland, na ediçao realizada em Atlanta, conta detalhes dos bastidores dessa gigantesca máquina do entretenimento:




"Para quem nunca havia participado de um evento como aquele, a fazenda na pacata cidade de Chattahoochee Hills, a 30 minutos de Atlanta, parecia um mundo à parte, um universo mágico com gente alegre. A cenografia e o som dos sete palcos que não se misturava, revelavam que ali não existiam amadores, era uma festa pensada nos mínimos detalhes. Em uma pequena sala com cerca de 20 pessoas, tudo era analisado pela equipe de segurança. Uma dúzia de drones sobrevoava o espaço e enviava as imagens para a sala de controle. Observado qualquer problema ou sinal de roubo, o pessoal em terra era mandado para resolver. Em outro computador, um funcionário mapeava tudo o que os participantes do festival comentavam. Um software de monitoramento de redes sociais captava palavras-chaves para descobrir e identificar se alguém estava vendendo droga ou subornando o garçom para ter bebida de graça. Cada pessoa era imediatamente localizada pela pulseira que, até então, eu achava ser apenas o ingresso do evento".


Em 2015, Brasil foi o primeiro país da América latina escolhido para sediar o Tomorrowland.
A edição nacional aconteceu entre os dias 1 e 3 de maio na Parque Maeda, em Itu, cidade a 102 quilômetros de São Paulo. Os ingressos custaram cerca de R$ 300 (um dia).
Esta será a segunda edição do festival fora da Europa. A primeira delas foi em Atlanta, nos Estados Unidos. O tomorrowland poderá ser realizado no Brasil novamente no ano que vem.





As mais visitadas do mês