domingo, 10 de julho de 2016

AVE DA SEMANA - Andorinhão-real

Provavelmente são as aves que mais se identificam com a habilidade de voar. Segundo observações feitas por pesquisadores, eles são capazes de voar durante mais de cinco meses sem uma única paragem!



- São aves com adaptações excepcionais para o voo. Eles realizam todas as funções fisiológicas vitais enquanto voam e parece não sentirem a necessidade física de dormir.




- Medem cerca de 20 centímetros de comprimento e 50 centímetros de envergadura de asas, tornando-os a maior espécie desta família. As penas são castanho-escuras, distinguindo-se pela mancha branca na barriga. Possuem pés muito curtos e quase invisíveis quando voam.



- A dieta dos andorinhões consiste principalmente de insetos voadores, que eles capturam durante o voo, com o bico aberto como se fosse uma rede de pesca. 
Eles também bebem água enquanto deslizam o bico sobre a água, voando na superfície de lagos ou rios. Os andorinhões não caçam no solo.




Há cerca de 83 espécies de andorinhões atualmente. Estão entre as aves com o voo mais rápido do reino animal. Já que só vivem basicamente voando, então quase só são fotografados dessa forma.



- São aves monogâmicas que formam casais durante a época de reprodução. Em algumas espécies, os casais permanecem juntos toda a vida.



- Os andorinhões constroem seus ninhos em cavernas, ocos de árvores, e principalmente em fendas de rochas. 
O ninho é construído numa face vertical, com materiais que incluem musgos, gravetos, penas e saliva para ligar o material coletado ao ninho. 



- Eles tem habilidades de se equilibrarem em superfícies verticais, porque as penas da cauda são rígidas e proporcionam um equilíbrio adicional.



- Os filhotes são cuidados por ambos os pais antes de deixarem o ninho entre 45 a 55 dias de idade.


Nome em inglês: Alpine Swift
Nome científico: Tachymarptis melba

As mais visitadas do mês