domingo, 11 de outubro de 2015

Ave da semana - Albatroz


São aves muito adaptadas para o voo, estima-se que viajam mais de 10 mil quilômetros por ano, na maior parte, por cima dos oceanos.



Em busca de encontrar melhores locais para encontrar alimentos, as viagens podem durar de 2 a mais de 20 dias e podem percorrer uma distância de mais de 3 mil quilômetros de onde saíram.



Quanto mais rápido encontram comida, menor será a viagem. Como eles voam geralmente por cima dos oceanos, chegam a dormirem quando repousam sobre a água.


Eles conseguem voar quilômetros sem bater as asas e possuem uma das maiores envergaduras entre as aves (comprimento de uma ponta da asa a outra), chegando facilmente a 3,5 metros. Podem atingir velocidades superiores a 70 quilômetros por hora.


O albatroz tem uma plumagem espessa de aproximadamente 5 cm, que proporciona proteção para eles enfrentarem o frio "de rachar" das regiões ondem vivem.



Há mais de 15 espécies de albatroz. São em sua maioria brancos, com pontas pretas nas asas e na cauda e um grande bico rosado. Um albatroz pode pesar mais de 11 quilos. São aves que tem uma longa expectativa de vida: até mais de 50 anos.


Eles vivem na área do Oceano Antártico até à Austrália, África do Sul e América do Sul. São conhecidos como albatroz-errante ou albatroz-gigante.


O albatroz é uma ave monogâmica, ou seja, passam a vida inteira com o mesmo parceiro.
Ambos os pais cuidam da incubação que dura cerca de 11 semanas e após o filhote nascer, leva 40 semanas para deixar o ninho.


Os filhotes tem penas escuras e com o passar do tempo vão adquirindo a bonita plumagem branca.
Começam a se reproduzir relativamente tarde, com cerca de 11 anos.

Nome científico: Diomedea exulans 

As mais visitadas do mês